Acesso Restrito

Esqueci a senha?

Notícias

Nossa seção de notícias, fique informado.

Notícias

Segundo trimestre começa com atividade econômica em alta, diz Serasa Experian

Segundo trimestre começa com atividade econômica em alta, diz Serasa Experian Postado em June 20, 2017

Para os economistas da Serasa Experian, o segundo trimestre deste ano abriu com a atividade econômica em alta.
O desempenho do Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica para o mês de abril de 2017 avançou 0,2%, já considerados os ajustes sazonais. No entanto, de acordo com o serviço de consultoria, em comparação com o mesmo mês do ano passado, houve recuo de 0,2% na atividade econômica. Com relação ao acumulado do ano até abril, a Serasa Experian informa, em nota divulgada hoje (19), que a retração da atividade econômica chegou a 0,3% em relação ao período acumulado de janeiro a abril de 2016.
Para os economistas da Serasa Experian, o segundo trimestre deste ano abriu com a atividade econômica em alta, seguindo o desempenho do primeiro trimestre. “[A atividade econômica] está impulsionada pela tendência de queda da inflação e das taxas de juros, bem como do ligeiro aumento do grau de confiança tanto dos consumidores quanto das empresas”, avaliam os especialistas da Serasa.
De acordo com a entidade, pelo lado da oferta agregada, os destaques positivos da atividade econômica em abril deste ano foram as altas de 0,8% na atividade industrial e de 0,3% no setor de serviços. Já a atividade agropecuária, depois de altas expressivas ao longo do primeiro trimestre deste ano, exibiu recuo de 0,4% em abril. A oferta agregada é a quantidade de bens e serviços que as empresas oferecerem.
Já demanda agregada do último abril contemplou altas de 0,3% no consumo das famílias, de 0,9% nos investimentos e de 1,3% nas exportações. Mas houve queda de 0,7% no consumo do governo e aumento de 1,2% das importações. A demanda agregada é o total de bens e serviços na economia que será adquirido em todos os níveis de preços.
A atividade agropecuária acumula taxa de crescimento bastante expressiva no acumulado do primeiro quadrimestre deste ano: 15,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a indústria e o setor de serviços ainda apresentam quedas de 1,8% e de 1,6%, respectivamente.
Ainda em relação ao acumulado dos primeiros quatro meses deste ano, praticamente todos os componentes da demanda agregada recuaram: consumo das famílias (-1,6%), consumo do governo (-1,7%), investimentos (-4,5%), exportações (-0,2%) e as importações, que entram com sinal negativo no Produto Interno Bruto (PIB), cresceram 6,6%.
Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil
Edição: Davi Oliveira
 

Últimas Notícias

Embraer e WEG fazem parceria para desenvolver avião elétrico

Embraer e WEG fazem parceria para desenvolver avião elétrico

Leia mais
Fiat Chrysler apresenta proposta de fusão à Renault

Fiat Chrysler apresenta proposta de fusão à Renault

Leia mais
Grupo HEINEKEN inaugura parque eólico no Ceará

Grupo HEINEKEN inaugura parque eólico no Ceará

Leia mais

Localização


Rua Severino Massa Spinelli, 270, Sala 20,
Tambaú, João Pessoa / PB
CEP: 58039-210

(83) 3021.8821
(83) 99336.5973
(83) 99336.4318
(81) 99487.2507
atendimento@dmepreditiva.com.br